Jejum Intermitente. Segredos de como perder gorduras.

Frutas

Já ouvimos falar de muitas dietas, como por exemplo a famosa Dieta Ravenna, que emagreceu a presidente Dilma, e a dieta detox volumétrica, que promete reduzir medidas em 3 dias.

Mas reduzir é um sacrifício  muitas vezes pouco saudável, e até perigoso. O problema em questão é: emagrecer é difícil, mas manter-se magro é mais ainda.

A verdade é que os alimentos industrializados com baixo teor de gordura tem gostos ruins, pães, arroz integrais e uma infinidade de produtos são todos de gostos desagradáveis. A sensação que eu tenho é: “ parece que estou comendo isopor”.

E quando vamos ao nutricionista ou pesquisamos pela internet, muitos alimentos ao ser consumidos viram açúcar no organismo, trazendo diversos malefícios ao corpo. Exemplos: acne, diabetes, gordura no fígado, câncer, miopia, trombose, entre outros.

Existe outro problema que muitos não sabem: as frutas se consumidas em forma de suco, destroem as fibras no processo para retirar o sumo. Na realidade o consumo da frutose, que é o açúcar da fruta,  também faz muito mal a saúde.

A frutose é um veneno, pois o órgão a metaboliza no corpo é o fígado, que acaba ficando intoxicado. A melhor forma de consumir a fruta é em seu estado natural.

Não beba o suco.

Estou seguindo esta regra, com excessão do limão. Há quem consiga chupar limão, mas não é o meu caso. Eu tomo suco de limão apenas com água, sem açúcar ou adoçante.

 

ATENÇÃO NA HORA DE FAZER JEJUM

Quando ficamos sem comer por muito tempo, de acordo com a Discovery News, o corpo começa a esgotar o glicogênio, podendo causar mal estar, câncer de mama, convulsões e outros sintomas.

Além disso é possível a perda da massa muscular, da saúde física e mental.

A perda da massa muscular pode causar atrofia (quando não se faz atividade física regularmente) e pela falta de proteína o corpo acaba consumindo os músculos em busca de aminoácidos essenciais.

Então como podemos emagrecer sem comer coisas de gostos ruins, ou simplesmente fecharmos a boca? O que fazer?

JEJUM INTERMITENTE

Eu particularmente estou buscando o jejum intermitente. É  importante salientar que com mais de 12 horas pode causar a perda da massa magra também, portanto é preciso saber dosar a quantidade de tempo que permanecerá sem comer.

O importante é entender que cada pessoa é diferente e o recomendado é ir devagar, com calma.

Este tipo de jejum  não é recomendado para grávidas. Quem esta amamentando, tentando engravidar, crianças, idosos , diabéticos e quem fa uso de remédios hipoglicemiantes.

O sueco Martin Berkan no site LeanGains.com recomenda seguir um jejum de 14 horas, com 10 horas de alimentação.

Quais os benefícios do Jejum intermitente?

Emagrecimento, resistência à insulina, diminuição da inflamação, coração saudável, prevenção de câncer e é anti-envelhecimento.

Os horários recomendados para se alimentar são: das 12h ás 20 h ou das 13h ás 21 h.

Depois destes horários, realizar o jejum, podendo beber líquidos como água, chá, café e bebida não calórica.

Entenda, é um período sem comer programado, não é simplismente fechar a boca.

Este é o jejum que eu estou fazendo e já perdi 3 quilos em duas semanas.

É importante ter a plena conciência de que quando for se alimentar, não comer besteiras e focar em uma alimentação mais saudável.

Esta liberado no cardápio carnes de todos os tipos de animais e muita verdura. O importante é diminuir o carboidrato.

O corpo deve sempre ser respeitado. Preste atenção nele, veja como está se sentindo, e vá com calma.

O jejum intermitente ajuda na desintoxicação. Você deve experimentar um apetite aumentado no café da manhã, e um melhor controle glicêmico. Ele pode resultar na perda de 0,5Kg a 1kg por semana, particularmente ao redor da cintura.

barriga

A médica Paula Leal  fez um vídeo interessante, sobre o jejum intermitente. Confiram:

 

1) Halberg, N. Effect of intermittent fasting and refeeding on insulin action in healthy men. J Appl Physiol 99: 2128-2136, 2005.

 

2) Mattson, MP et al. Beneficial effects of intermittent fasting and caloric restriction on the cardiovascular and cerebrovascular systems. The Journal of Nutritional Biochemistry 2005. 16(3): 129-137

 

3) Hatori M et al. Time-Restricted Feeding without Reducing Caloric Intake Prevents Metabolic Diseases in Mice Fed a High-Fat Diet. Cell Metab. 2012 May. PMID: 22608008.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s